Últimas Notícias
Capa » Negócios » Empreendedorismo » Metade dos microempreendedores está no setor de comércio, diz estudo

Metade dos microempreendedores está no setor de comércio, diz estudo

O setor de comércio representa mais de 50% do total de todas as formalizações dos microempreendedores individuais, segundo a CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas). A pesquisa que elencou as 50 principais categorias profissionais que interessam aos MEIs, tem como objetivo identificar o crescimento das categorias de comércio, serviços e indústria.

Os dados da pesquisa são baseados em informações disponibilizadas pela Simei (Estatística Simples Nacional), do Ministério da Fazenda. Essas formalizações são importantes porque promovem o desenvolvimento da atividade aplicada pelo empresário, que antes trabalhava de maneira informal.

Metade dos microempreendedores está no setor de comércio, diz estudo

Pesquisa elencou as 50 principais categorias profissionais que interessam aos microempreendedores individuais (getty images).

O microempreendedor individual tem benefícios como cobertura previdenciária, isenção de taxas para o registro da empresa, redução de tributos e de burocracia, acesso facilitado ao crédito, entre outros.

MEI em Alagoas

Acompanhando o crescimento nacional, o estado de Alagoas, com 35 mil pequenos negócios, cerca de 18 mil são voltados para atividades comerciais. Entre as principais categorias do país estão comércio varejista de artigos e vestuário, lanchonetes, bares, minimercados e produtos de perfumaria.

O gerente de Atendimento Individual do Sebrae em Alagoas, Marcos Alencar,destaca que estado, o setor de comércio é o que mais se destaca, no qual mais empresas se formalizam. “Logo, teremos que produzir um planejamento estratégico para esse público”.

Um estudo do Plano Plurianual, realizado em junho e julho de 2012, apresenta o perfil do MEI no estado: mais da metade é da cidade de Maceió, a maioria trabalha em estabelecimento fixo, possui apenas segundo grau completo, com idade entre 30 e 39 anos e é do sexo feminino.

De julho de 2009 a outubro de 2012, 725 categorias profissionais que desenvolvem atividades nos setores do comércio, serviços e indústria optaram pela legalização dos seus negócios por meio do microempreendedor individual.

Texto por Edilaine Felix para o Infomoney